Todo mundo já deve ter experimentado ao menos um tipo de chocolate ao longo da vida. Entre as variações, podemos encontrar o chocolate ao leite, chocolate branco, chocolate amargo, com raspas de laranja ou limão, com pedaços de frutas e sementes, recheados com os mais variados sabores, e a lista segue sem fim.

 

Essa delicia do nosso dia a dia tem origem no México, onde o cacau, planta nativa do país, é cultivada desde os anos de 1300 e 1500, durante o tempo em que os povos Astecas viviam na região. O cacau tinha extrema importância para os Astecas, que usavam as sementes como moeda de troca, ofereciam as frutas como oferenda aos deuses e também preparavam uma bebida chamada xocoatl, que significa água amarga, e dá para saber porque, já que era temperada com água, pimenta e farinha de milho.

 

Com a chegada dos europeus ao México, a iguaria começou a se popularizar na Europa e então começaram a surgir variações da bebida temperadas com açúcar e canela, para amenizar o gosto amargo. O fato é que de lá pra cá, o chocolate está presente no dia a dia de praticamente todo mundo, tanto pelos sabores quanto pelos benefícios que oferece ao organismo, como energia, pois é rico em calorias, no caso dos chocolates amargo e ao leite, podem melhorar a circulação sanguínea, além de possibilitar maior prevenção ao câncer por possuir propriedades antioxidantes.

 

E com tudo que o chocolate nos oferece, é natural que busquemos experimentar a maior quantidade de variações possíveis dessa iguaria tão consumida ao redor do mundo. Por isso, vamos apresentar para você agora uma lista com os sete melhores destinos de viagem para quem é louco por chocolate.

 

Primeiro mostraremos as cidades brasileiras que são a cara do chocolate, e logo em seguida os destinos internacionais relacionados com a iguaria.

Gramado, no Rio Grande do Sul

A cidade da Serra Gaúcha é uma das mais lembradas quando se fala em chocolate. Isso porque acontece todo ano lá em Gramado a Chocofest, uma celebração que oferece aos visitantes shows, desfiles coreografados, sorteios de cestas de itens e muitas outras atividades, todas com muito chocolate, é claro.

Gramado e sua vizinha Canelas, que também compartilha do amor pelo chocolate, possuem atrações o ano todo, e estão sempre preparadas para receber entusiastas do alimento. Ao todo são 28 marcas diferentes de chocolate e mais de 60 pontos de venda nas duas cidades, que tomam lugar entre quase todas as ruas locais. Ainda existe a possibilidade para fazer uma visita guiada pelas fábricas de chocolate da região e ainda levar amostras dos produtos para casa.

Campos do Jordão e Caçapava, em São Paulo

Outro caso de cidades chocólatras vizinhas, Campos do Jordão e Caçapava, no Estado de São Paulo, apresentam uma infinidade de opções para os visitantes. Na primeira, conhecida como Suíça Brasileira, é possível encontrar na rota do chocolate inúmeras fábricas e chocolaterias especializadas em tipos e sabores derivados do cacau, como fondue, chocolate quente, geleia, licores e muitos outros. Uma das fábricas mais visitadas é a da Nestlé, em Caçapava, que está sempre de portas abertas e itens de degustação prontos para receber os entusiastas do chocolate. Campos do Jordão Também oferece aos visitantes o Museu do Chocolate, onde você pode conhecer tudo sobre essa iguaria.

Combu, no Pará

Sendo uma das ilhas nos arredores de Belém, capital do Pará, a cidade de Combu é muito conhecida pelos seus chocolates 100% artesanais, produzidos com o cacau plantado diretamente no terreno dos agricultores da região. Mesmo não sendo a principal fonte de renda dos moradores da região, e ficando atrás da pesca artesanal e da venda do açaí, o chocolate de Combu é um dos mais lembrados quando se fala em destinos chocólatras brasileiros, justamente pelo toque artesanal dado aos produtos.

Colônia, na Alemanha

A primeira em nossos destinos internacionais do chocolate, a cidade Alemã Colônia possui dois museus do chocolate, sendo um deles a exposição permanente para celebrar os 150 anos da empresa de chocolate Stollwerck, que já chegou a ser a segunda maior fornecedora de chocolate dos Estados Unidos. Produtos para degustação estão presentes por toda a cidade, nas lojas de chocolate de Colonia, que oferecem uma variedade enorme da iguaria para os turistas. O museu da Stollwerck oferece ainda uma incrível fonte de chocolate que vai fazer os apaixonados pelo doce ficarem de queixo caído.  

Zurique, na Suíça

Quem pensa em chocolate provavelmente pensa na Suíça, pois o país é referência mundial quando se trata do doce. Isso porque os suíços consomem a maior quantidade de chocolate por pessoa do mundo, além de ser o berço das mais famosas empresas da iguaria pelo mundo, como a Toblerone e a Nestlé, originalmente chamada de Cailler. E existem inúmeras lojas destas e de outras marcas renomadas por toda a cidade, bastando alguns passos para encontrar um dos cafés locais, especialistas nas mais variadas receitas de produtos com chocolate. Ainda é possível dar uma volta no Trem do Chocolate Suíço, que parte de Montreal e passa por diversos pontos turísticos relacionados ao chocolate no país, além de iguarias locais.

Bruxelas, na Bélgica

A Bélgica é um dos melhores países para se visitar caso você seja um chocólatra, pois conta com mais de 2.100 lojas do produto espalhadas por toda a sua extensão, além de 12 fábricas gigantes e 16 museus do chocolate para visitar. E a capital da Bélgica, Bruxelas, também é conhecida como a Capital do Chocolate, pois suas primeiras e mais antigas fábricas já estão em atividade desde a primeira semente de cacau que veio do México para a Europa, no século XVI. Duas das maiores empresas de chocolate do mundo estão em Bruxelas, a Leonidas e também a Godiva, e somadas as pequenas lojinhas de chocolate da região, a cidade oferece uma variedade enorme de guloseimas baseadas no chocolate.

Oaxaca, no México

Por fim, o último destino chocólatra desta lista é a pequena cidade de Oaxaca. Os mercados da região são inundados com lojas e pontos de vendas de variações incríveis de chocolate, pois os habitantes utilizam o chocolate como parte de sua cultura, e preparam receitas baseadas na bebida que originou o chocolate, o amargo xocoatl, além de inúmeras outras receitas doces e amargas que utilizam a semente do cacau como ingrediente primário. Sem dúvida um dos destinos mais essenciais para a lista de qualquer chocólatra.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *